Citrix DaaS

Gerenciar catálogos de máquinas

Nota:

Este artigo descreve como gerenciar catálogos usando a interface Full Configuration. Se você criou o catálogo usando a interface de Implantação rápida e continuar usando essa interface para gerenciar o catálogo, siga Gerenciar catálogos no Quick Deploy.

Introdução

Você pode adicionar ou remover máquinas a partir de um catálogo de máquinas, renomear, alterar a descrição ou gerenciar contas de computador do Active Directory de um catálogo.

A manutenção do catálogo também pode incluir as tarefas de garantir que cada máquina tenha as atualizações mais recentes do sistema operacional, atualizações de software antivírus, atualizações do sistema operacional ou alterações de configuração.

  • Catálogos que contêm máquinas em pool aleatórias criadas por meio do Machine Creation Services (MCS) fazem a manutenção das máquinas atualizando a imagem usada no catálogo e, depois, atualizando as máquinas. Esse método permite que você atualize um grande número de máquinas do usuário com eficiência.
  • Para catálogos que contêm máquinas estáticas atribuídas permanentemente, você pode gerenciar a imagem ou o modelo que esses catálogos usam atualmente, mas somente as máquinas adicionadas aos catálogos posteriormente são criadas usando a nova imagem ou modelo.
  • No caso de catálogos de acesso remoto ao PC, você gerencia atualizações para as máquinas dos usuários fora da interface de gerenciamento Full Configuration. Usando ferramentas de distribuição de software de terceiros, execute a tarefa de forma individual ou coletiva.

Para obter informações sobre como criar e gerenciar conexões com hipervisores de host e serviços de nuvem, consulte Connections and resources.

Nota:

O MCS não suporta o Windows 10 IoT Core e Windows 10 IoT Enterprise. Consulte o site da Microsoft para obter mais informações.

Sobre instâncias persistentes

Ao atualizar um catálogo MCS criado usando instâncias persistentes ou dedicadas, as novas máquinas criadas para o catálogo usam a imagem atualizada. As instâncias pré-existentes continuam a usar a instância original. O processo de atualização de uma imagem é feito da mesma maneira para todos os outros tipos de catálogo. Considere o seguinte:

  • Em catálogos de discos persistentes, as máquinas pré-existentes não são atualizadas com a nova imagem, mas todas as novas máquinas adicionadas ao catálogo usam a nova imagem.
  • No caso de catálogos de discos não persistentes, a imagem da máquina é atualizada na próxima vez somente se a máquina for reiniciada no Studio ou no PowerShell. Se a máquina for reiniciada a partir do hipervisor fora do Studio, o disco não será redefinido.
  • Em catálogos de máquinas persistentes, atualizar a imagem também atualiza as instâncias do catálogo que usam a imagem.
  • Em catálogos que não persistem, se você quiser ter imagens diferentes para máquinas diferentes, as imagens devem residir em catálogos separados.

Antes de começar:

  • Verifique se o host de virtualização (hipervisor ou provedor de serviço de nuvem) tem processadores, memória e armazenamento suficientes para acomodar as máquinas adicionais.
  • É necessário ter contas de computador do Active Directory não utilizadas em quantidade suficiente. Se estiver usando contas existentes, o número de máquinas que você pode adicionar é limitado pelo número de contas disponíveis.
  • Se você usar a interface de gerenciamento de Full Configuration para criar contas de computador do Active Directory para as máquinas adicionais, deverá ter a permissão de administrador de domínio apropriada.

Dica:

Se a conta do Citrix DaaS usada para adicionar máquinas ao catálogo de máquinas tiver permissões restritas do AD, adicione todos os conectores de nuvem que você pretende usar na tela Logon to….

Para adicionar máquinas a um catálogo:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.

  2. Selecione um catálogo de máquina e, em seguida, selecione Add Machines na barra de ações.

  3. Na página Full Configuration, selecione o número de máquinas virtuais a serem adicionadas.

  4. Na página Machine Identities, defina as configurações da seguinte forma:

    • Selecione uma identidade na lista.

    • Se aplicável, indique se deseja criar contas ou usar as existentes e a localização (domínio) dessas contas.

      Se não houver contas existentes do Active Directory suficientes para o número de VMs que você está adicionando, selecione o domínio e o local onde as contas são criadas.

      Se você usar contas existentes do Active Directory, navegue até as contas ou selecione Import e especifique o arquivo .csv que contém o nome das contas. Verifique se há contas suficientes para todas as máquinas que você está adicionando. A interface Full Configuration gerencia essas contas. Permita que o Studio redefina as senhas de todas as contas ou especifique a senha da conta, que deve ser a mesma para todas as contas.

    • Especifique um esquema de nomenclatura de conta usando marcas de hash para indicar onde os números ou letras sequenciais aparecem. Por exemplo, um esquema de nomenclatura de PC-Sales-## (com 0-9 selecionado) resulta em contas de computador com os nomes PC-Sales-01, PC-Sales-02, PC-Sales-03 e assim por diante.

    • Opcionalmente, você pode especificar como os nomes das contas começam.

      Ao especificar com o que os nomes das contas começam, esteja ciente do seguinte cenário: se os números ou letras iniciais já estiverem em uso, a primeira conta criada será nomeada usando os números ou letras não utilizados mais próximos depois disso.

  5. Na página Domain Credentials, selecione Enter credentials e insira as credenciais do usuário com permissões suficientes para criar contas de máquina.

As máquinas são criadas como um processo em segundo plano, podendo levar bastante tempo quando muitas máquinas são criadas. A criação da máquina continua mesmo se você fechar a interface de gerenciamento Full Configuration.

Você pode adicionar máquinas em massa usando arquivos CSV. O recurso está disponível para todos os catálogos, exceto catálogos provisionados pelo MCS.

Para adicionar máquinas em massa a um catálogo, execute as seguintes etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.

  2. Selecione um catálogo de máquina e, em seguida, selecione Add Machines na barra de ações. A janela Adicionar máquinas é exibida.

  3. Selecione Add CSV File. A janela Add Machines in Bulk é aberta.

  4. Selecione Download CSV Template.

  5. Preencha o arquivo de modelo.

  6. Arraste ou navegue até o arquivo para carregá-lo.

  7. Selecione Validate para realizar verificações de validação na importação.

  8. Selecione Import para concluir o processo.

Considerações ao usar arquivos CSV para adicionar máquinas

Nota:

  • Para usuários que não são do Active Directory, você deve digitar seus nomes neste formato: <identity provider>:<user name>. Exemplo: AzureAD:username.
  • O nome das VMs diferencia maiúsculas e minúsculas. Ao inserir caminhos de máquinas virtuais, certifique-se de inserir o nome das VMs corretamente.

Ao editar o arquivo de modelo CSV, tenha em mente o seguinte:

  • O recurso oferece mais flexibilidade para adicionar máquinas em massa por meio de um arquivo CSV. No arquivo, você pode adicionar apenas máquinas (para uso com atribuições automáticas de usuário) ou adicionar máquinas junto com atribuições de usuário. Digite seus dados no seguinte formato:

    • No caso de pares de conta de máquina e nome de usuário (samName):

      • Domain\ComputerName1, Domain\Username1
      • Domain\ComputerName2, Domain\Username1;Domain\Username2
      • Domain\ComputerName3, AzureAD:username
    • Somente no caso de contas de máquina:

      • Domain\ComputerName1
      • Domain\ComputerName2
    • Em caso de pares de nome de usuário e VM:

      • XDHyp:\Connections\ConnectionName\RegionName\vm.folder\VMName1.vm,Domain\ComputerName1,Domain\Username1
      • XDHyp:\Connections\ConnectionName\RegionName\vm.folder\VMName2.vm,Domain\ComputerName2,Domain\Username2
    • No caso de VMs apenas:

      • XDHyp:\Connections\ConnectionName\RegionName\vm.folder\VMName1.vm,Domain\ComputerName1
      • XDHyp:\Connections\ConnectionName\RegionName\vm.folder\VMName2.vm,Domain\ComputerName2

      Por exemplo: XDHyp:\Connections\xpace-scale\East US.region\vm.folder\wsvdaV3-2.vm

      onde,

      • xpace-scale é o ConnectionName: o nome da conexão que você inseriu em Full Configuration > Hosting > Add Connections and Resources. Para obter mais informações, consulte Criar uma conexão e recursos.
      • East US.region é o RegionName: o nome da região com .region como extensão.
      • wsvdaV3-2.vm é o VMName: o nome da máquina virtual com .vm como extensão.
  • O número máximo de máquinas que um arquivo pode conter é 1.000. Para importar mais de 1.000 máquinas, espalhe-as por diferentes arquivos e importe esses arquivos um por um. Recomendamos que você importe no máximo 1.000 máquinas. Caso contrário, a criação do catálogo pode levar muito tempo para ser concluída.

Você também pode exportar máquinas de um catálogo na mesma página Add Machines. O CSV exportado de máquinas pode ser usado como um modelo ao adicionar máquinas em massa. Para exportar máquinas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.

  2. Selecione um catálogo de máquina e, em seguida, selecione Add Machines na barra de ações. A janela Adicionar máquinas é exibida.

  3. Selecione Export to CSV file. É baixado um arquivo CSV que contém uma lista das máquinas.

  4. Abra o arquivo CSV para adicionar ou editar máquinas conforme o necessário. Para adicionar máquinas em massa usando o arquivo CSV salvo, consulte a seção anterior, Usar arquivos CSV para adicionar máquinas em massa a um catálogo.

Nota:

  • Esse recurso não está disponível para acesso remoto ao PC e catálogos provisionados pelo MCS.

  • A exportação e a importação de máquinas em arquivos CSV apenas têm suporte entre catálogos do mesmo tipo.

Depois de excluir uma máquina de um catálogo de máquinas, os usuários não podem mais acessá-la, portanto, antes de excluir uma máquina, certifique-se de que:

  • Foi feito backup dos dados do usuário ou os dados não são mais necessários.
  • Todos os usuários fizeram logoff. Ativar o modo de manutenção impede que sejam estabelecidas novas conexões a uma máquina.
  • As máquinas estão desligadas.

Para excluir máquinas de um catálogo:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione View Machines na barra de ações.
  3. Selecione uma ou mais máquinas e, em seguida, selecione Delete na barra de ações.

Escolha se deseja excluir as máquinas que estão sendo removidas. Se você optar por excluir as máquinas, indique se as contas do Active Directory dessas máquinas devem ser mantidas, desativadas ou excluídas.

Quando você exclui um catálogo de máquina do Azure Resource Manager, as máquinas associadas e os grupos de recursos são excluídos do Azure, mesmo que você indique que eles devem ser mantidos.

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione Edit Machine Catalog na barra de ações.
  3. Na página Scopes, altere os escopos.
  4. Na página VDA Upgrade, altere ou selecione a versão do VDA para a qual atualizar. Para obter mais informações, consulte Atualização de VDA.
  5. Você pode ver páginas adicionais dependendo do tipo de catálogo.

    Para catálogos criados usando uma imagem do Azure Resource Manager, as seguintes páginas estão visíveis. Lembre-se de que as alterações feitas se aplicam somente às máquinas que você adicionar ao catálogo posteriormente. As máquinas existentes permanecem inalteradas.

    • Na página Virtual Machines, altere o tamanho da máquina e as zonas de disponibilidade nas quais você deseja criar máquinas.

      Nota:

      • Somente os tamanhos de máquina que o catálogo suporta são mostrados.
      • Se necessário, selecione Show only machine sizes used in other machine catalogs para filtrar a lista de tamanhos de máquina.
    • Na página Machine Profile, escolha se deseja usar ou alterar um perfil de máquina.

    • Na página Storage and License Types, escolha se deseja alterar a configuração da licença do Windows ou da licença do Linux.

    Para obter mais informações sobre as configurações disponíveis nas páginas, consulte Criar um catálogo de máquina por meio de uma imagem do Azure Resource Manager.

    Para catálogos de acesso remoto a PC, as seguintes páginas estão visíveis:

    • Na página Power Management, altere as configurações de gerenciamento de energia e selecione uma conexão de gerenciamento de energia.
    • Na página Organizational Units, adicione ou remova unidades organizacionais do Active Directory.
  6. Na página Description, altere a descrição do catálogo.
  7. Clique em Apply para aplicar as alterações feitas e clique em Save para sair.
  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione Rename Machine Catalog na barra de ações.
  3. Digite o novo nome.

Antes de excluir um catálogo, certifique-se de que:

  • Todos os usuários fizeram logoff e não há sessões desconectadas em execução.
  • O modo de manutenção está ativado para todas as máquinas do catálogo, de modo que novas conexões não possam ser estabelecidas.
  • Todas as máquinas do catálogo estão desligadas.
  • O catálogo não está associado a um grupo de entrega. Em outras palavras, o grupo de entrega não contém máquinas do catálogo.

Para excluir um catálogo:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione Delete Machine Catalog na barra de ações.
  3. Indique se as máquinas no catálogo devem ser excluídas. Se você optar por excluir as máquinas, indique se as contas de computador do Active Directory dessas máquinas devem ser mantidas, desativadas ou excluídas.
  4. Se necessário, selecione Hide progress para executar a exclusão em segundo plano.

Para gerenciar contas do Active Directory em um catálogo de máquina, você pode:

  • Liberar contas de máquina não utilizadas removendo contas de computador do Active Directory dos catálogos de sessão única e multissessão. Essas contas poderão ser usadas para outras máquinas.
  • Adicionar contas para que, quando mais máquinas forem adicionadas ao catálogo, as contas de computador já estejam em vigor. Não use barra (/) no nome de uma unidade organizacional.

Para gerenciar contas do Active Directory:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione Manage AD accounts na barra de ações.
  3. Escolha se deseja adicionar ou excluir contas de computador. Se você adicionar contas, especifique o que fazer com as senhas das contas: redefinir todas elas ou inserir uma senha que se aplique a todas as contas.

    Você pode redefinir as senhas se não souber as senhas da conta atual, mas deve ter permissão para executar uma redefinição de senha. Se você inserir uma senha, a senha será alterada nas contas à medida que elas são importadas. Se você excluir uma conta, escolha se a conta em um Active Directory deve ser mantida, desabilitada ou excluída.

Indique se as contas do Active Directory serão mantidas, desativadas ou excluídas quando você remover máquinas de um catálogo ou excluir um catálogo.

A Citrix recomenda que você salve cópias ou instantâneos de imagens antes de atualizar as máquinas no catálogo. O banco de dados mantém um registro histórico das imagens usadas com cada catálogo de máquinas. Reverta as máquinas em um catálogo para usar a versão anterior da imagem. Execute esta tarefa se os usuários encontrarem problemas com atualizações implantadas em suas áreas de trabalho, minimizando o tempo de inatividade do usuário. Não exclua, mova ou renomeie imagens. Caso contrário, você não poderá reverter um catálogo para usá-las.

Importante:

Ao atualizar um catálogo persistente, considere o seguinte: somente as máquinas adicionadas ao catálogo posteriormente são criadas usando a nova imagem. Não lançamos a atualização para as máquinas existentes no catálogo.

Depois que uma máquina é atualizada, ela reinicializa automaticamente.

Atualizar ou criar uma imagem

Antes de atualizar o catálogo da máquina, atualize uma imagem existente ou crie uma nova no hipervisor do host.

  1. No hipervisor ou provedor de serviços de nuvem, tire um instantâneo da VM atual e dê um nome significativo ao instantâneo. Esse instantâneo pode ser usado para reverter máquinas no catálogo.
  2. Se necessário, ligue a imagem e faça logon.
  3. Instale atualizações ou faça as alterações necessárias na imagem.
  4. Se a imagem usar um vDisk pessoal, atualize o inventário.
  5. Desligue a VM.
  6. Tire um instantâneo da VM e dê a ele um nome significativo que seja reconhecido quando o catálogo for atualizado. Embora a interface de gerenciamento possa criar um instantâneo, a Citrix recomenda que você crie um instantâneo usando o console de gerenciamento do hipervisor e, em seguida, selecione esse instantâneo na interface de gerenciamento de Full Configuration. Isso permite que você forneça um nome e uma descrição significativos em vez de um nome gerado automaticamente. Para imagens de GPU, você pode alterar a imagem somente por meio do console XenCenter do XenServer.

Para preparar e distribuir a atualização para todas as máquinas em um catálogo:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione Update Machines na barra de ações.
  3. Na página Master Image, selecione o host e a imagem que você deseja implantar.

    Dica:

    Para um catálogo criado pelo MCS, você pode anotar sua imagem adicionando uma nota para a imagem. Uma nota pode conter até 500 caracteres. Cada vez que você atualiza o catálogo, é criada uma entrada relacionada à nota se você adicionar uma nota. Se você atualizar um catálogo sem adicionar uma nota, a entrada aparecerá como null (-). Para exibir o histórico de notas da imagem, selecione o catálogo, clique em Template Properties no painel inferior e, em seguida, clique em View note history.

  4. Na página Rollout Strategy, escolha quando as máquinas no catálogo de máquinas serão atualizadas com a nova imagem: no próximo desligamento ou imediatamente.

    Nota:

    A página Rollout Strategy não está disponível para VMs persistentes porque a implantação só se aplica a VMs não persistentes.

  5. Verifique as informações na página Summary e selecione Finish. Cada máquina reinicializa automaticamente depois de ser atualizada.

Para acompanhar o andamento da atualização, localize o catálogo em Machine Catalogs para visualizar a barra de progresso em linha e o gráfico de progresso passo a passo.

Se você estiver atualizando um catálogo usando o SDK do PowerShell, poderá especificar um modelo de hipervisor (VMTemplates), como alternativa a uma imagem ou a um instantâneo de uma imagem.

Estratégia de implantação:

A atualização da imagem no próximo desligamento afetará imediatamente todas as máquinas que não estejam em uso no momento, ou seja, máquinas que não têm uma sessão de usuário ativa. Um sistema que está em uso recebe a atualização quando a sessão ativa atual termina.

Nota:

A estratégia de implantação só é aplicável a VMs não persistentes.

Considere o seguinte:

  • Novas sessões não podem ser iniciadas até que a atualização seja concluída nas máquinas aplicáveis.
  • No caso de máquinas de sessão única, as máquinas são imediatamente atualizadas quando não estão em uso ou quando os usuários não estão conectados.
  • No caso de um SO de sessão única com máquinas secundárias, as reinicializações não ocorrem automaticamente. Elas devem ser desligadas e reinicializadas manualmente.

Dica:

Limite o número de máquinas reinicializadas usando as configurações avançadas de uma conexão de host. Use essas configurações para modificar as ações tomadas para um determinado catálogo; as configurações avançadas variam dependendo do hipervisor.

Se você optar por atualizar a imagem imediatamente, configure um intervalo de distribuição e as notificações.

  • Distribution time: você pode optar por atualizar todas as máquinas ao mesmo tempo ou especifique a duração total de tempo necessária para começar a atualizar todas as máquinas no catálogo. Um algoritmo interno determina quando cada máquina é atualizada e reinicializada durante esse intervalo.
  • Notification: na lista de notificação à esquerda, escolha se deseja exibir uma mensagem de notificação nas máquinas antes de começar uma atualização. Por padrão, nenhuma mensagem é exibida.

    Se você optar por exibir uma mensagem 15 minutos antes do início da atualização, poderá escolher (na lista à direita) repetir a mensagem a cada cinco minutos após a mensagem inicial. Por padrão, a mensagem não é repetida.

    A menos que você opte por atualizar todas as máquinas ao mesmo tempo, a mensagem de notificação é exibida em cada máquina, no exato momento antes do início da atualização, calculado por um algoritmo interno.

Reversão de uma atualização

Depois de implantar uma imagem atualizada/nova, você poderá revertê-la. Isso pode ser necessário se ocorrerem problemas com as máquinas recentemente atualizadas. Quando você faz a reversão, as máquinas no catálogo voltam para a última imagem funcional. Os novos recursos que exigem a imagem mais recente não estarão mais disponíveis. Tal como acontece com a implantação, a reversão de uma máquina inclui uma reinicialização.

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione o catálogo e, em seguida, selecione Rollback machine update na barra de ações.
  3. Especifique quando aplicar a imagem anterior às máquinas, conforme descrito para a operação de distribuição.

A reversão é aplicada apenas a máquinas que precisam ser revertidas. Para máquinas que não foram atualizadas com a imagem nova/atualizada (por exemplo, máquinas com usuários que não fizeram logoff), os usuários não recebem mensagens de notificação e não são forçados a fazer logoff.

Para acompanhar o progresso da reversão, localize o catálogo em Machine Catalogs para visualizar a barra de progresso em linha e o gráfico de progresso passo a passo.

Você não pode reverter em determinados cenários, incluindo os seguintes. (A opção Rollback Machine Update não está visível).

  • Você não tem permissão para reverter.
  • O catálogo não foi criado usando o MCS.
  • O catálogo foi criado usando uma imagem do disco de SO.
  • O instantâneo usado para criar o catálogo tornou-se corrompido.
  • As alterações do usuário nas máquinas no catálogo não persistem.
  • As máquinas no catálogo estão sendo executadas.

Atualizar um catálogo ou reverter uma atualização

Atualize o catálogo de máquinas depois de atualizar os VDAs nas máquinas para uma versão mais recente. A Citrix recomenda atualizar todos os VDAs para a versão mais recente para permitir o acesso a todos os recursos novos.

Antes de atualizar um catálogo:

  • Inicie as máquinas atualizadas para que elas se registrem no Controller. Isso permite que a interface de gerenciamento determine que as máquinas no catálogo precisam ser atualizadas.

Para atualizar um catálogo:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione o catálogo. A guia Details no painel inferior exibe informações da versão
  3. Selecione Upgrade Catalog. Se a interface de gerenciamento detectar que o catálogo precisa ser atualizado, ela exibirá uma mensagem. Siga as instruções. Se uma ou mais máquinas não puderem ser atualizadas, uma mensagem explica o motivo. A Citrix recomenda que você resolva problemas de máquina antes de atualizar o catálogo para garantir que todas as máquinas funcionem corretamente.

Após a conclusão da atualização do catálogo, você pode reverter as máquinas para suas versões anteriores do VDA selecionando o catálogo e escolhendo Undo na barra de ações.

Antes de clonar um catálogo, esteja ciente das seguintes considerações:

  • Não é possível alterar as configurações associadas ao sistema operacional e gerenciamento da máquina. O catálogo clonado herda essas configurações do original.
  • A clonagem de um catálogo pode levar algum tempo para ser concluída. Se necessário, selecione Hide progress para executar a clonagem em segundo plano.
  • O catálogo clonado herda o nome do original e tem um sufixo Copy. Você pode mudar o nome. Consulte Renomear um catálogo.
  • Após a conclusão da clonagem, atribua o catálogo clonado a um grupo de entrega.
  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Selecione um catálogo e, em seguida, selecione Clone na barra de ações.
  3. Na janela Clone Selected Machine Catalog, exiba as configurações do catálogo clonado e defina as configurações conforme aplicável. Selecione Next para prosseguir para a próxima página.
  4. Na página Summary, exiba um resumo das configurações e selecione Finish para iniciar a clonagem.
  5. Se necessário, selecione Hide progress para executar a clonagem em segundo plano.

Organizar catálogos usando pastas

Você pode criar pastas para organizar catálogos para facilitar o acesso. Por exemplo, você pode organizar catálogos por tipo de imagem ou por estrutura da organização.

Funções necessárias

Por padrão, você precisa ter a seguinte função interna para criar e gerenciar pastas de catálogo: Administrador de nuvem, Administrador completo ou Administrador de catálogo de máquinas. Se necessário, você pode personalizar funções para criar e gerenciar pastas de catálogo. Para obter mais informações, consulte Permissões necessárias.

Antes de começar, primeiro planeje como organizar seus catálogos. Considere o seguinte:

  • Você pode aninhar pastas com até cinco níveis de profundidade (excluindo a pasta raiz padrão).
  • Uma pasta de catálogo pode conter catálogos e subpastas.
  • Todos os nós em Full Configuration (como os nós Machine Catalogs e Applications ) compartilham uma árvore de pastas no backend. Para evitar conflitos de nome com outros nós ao renomear ou mover pastas, recomendamos que você atribua nomes diferentes às pastas de primeiro nível nos diferentes nós.

Para criar uma pasta de catálogo, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Na hierarquia de pastas, selecione uma pasta e, em seguida, selecione Create Folder na barra Action.
  3. Insira um nome para a nova pasta e clique em Done.

Dica:

Se você criar uma pasta em um local não desejado, poderá arrastá-la para o local correto.

Você pode mover um catálogo entre pastas. As etapas detalhadas são as seguintes:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Exiba os catálogos por pasta. Você também pode ativar View all acima da hierarquia de pastas para exibir todos os catálogos de uma vez só.
  3. Clique com o botão direito do mouse em um catálogo e selecione Move Machine Catalog.
  4. Selecione a pasta para a qual deseja mover o catálogo e clique em Done.

Dica:

Você pode arrastar um catálogo para uma pasta.

Você pode excluir, renomear e mover pastas de catálogo.

Observe que você só poderá excluir uma pasta se ela e suas subpastas não contiverem catálogos.

Para gerenciar uma pasta, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs no painel esquerdo.
  2. Na hierarquia de pastas, selecione uma pasta e, em seguida, selecione uma ação na barra Action, conforme necessário:

    • Para renomear a pasta, selecione Rename Folder.
    • Para excluir a pasta, selecione Delete Folder.
    • Para mover a pasta, selecione Move Folder.
  3. Siga as instruções na tela para concluir as etapas restantes.

Permissões necessárias

A tabela a seguir lista as permissões necessárias para executar ações em pastas de catálogo.

Ação Permissões necessárias
Criar pastas de catálogo Create Machine Catalog Folder
Excluir pastas de catálogo Remove Machine Catalog Folder
Mover pastas do catálogo Move Machine Catalog Folder
Renomear pastas de catálogo Edit Machine Catalog Folder
Mover catálogos para pastas Edit Machine Catalog Folder e Edit Machine Catalog Properties

Fazer upgrade de VDAs

Importante:

  • Esse recurso está disponível como Preview.
  • O recurso requer VDA versão 2109, ou posterior, ou VDA versão 2203 LTSR, ou posterior.

Esse recurso se aplica aos seguintes tipos de máquina:

  • Máquinas persistentes provisionadas pelo MCS. Você as implanta usando o Citrix Machine Creation Services na página Machine Management durante a criação do catálogo.
  • Máquinas que não são criadas usando o MCS (por exemplo, máquinas físicas). Você os implanta usando Other service or technology na página Machine Management durante a criação do catálogo.

Para obter mais informações sobre as duas opções, consulte Gerenciamento de máquinas.

Com o recurso, você pode fazer o seguinte:

  • Fazer upgrade de VDAs por catálogo
  • Editar ou cancelar um upgrade de VDA agendado
  • Definir as configurações de atualização do VDA após a criação do catálogo
  • Fazer upgrade de VDAs por máquina

Nota:

  • Quando você programa atualizações do VDA para um catálogo, somente podem ser atualizados os VDAs no catálogo que têm o Agente de Upgrade do VDA instalado.
  • A atualização de um VDA falha quando a máquina está no modo de manutenção ou quando uma sessão está sendo executada na máquina.

Pré-requisitos:

  • Verifique se você tem permissões para atualizar VDAs.
  • Verifique se a versão do VDA atende ao requisito (VDA versão 2109 ou posterior, ou VDA versão 2203 LTSR ou posterior).

Depois de habilitar a atualização do VDA para um catálogo, você pode atualizar VDAs no catálogo imediatamente ou agendar atualizações para o catálogo. Para isso, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs.
  2. Selecione o catálogo e, em seguida, Upgrade VDAs na barra de ações. A janela VDA Upgrade é exibida.
  3. Escolha se deseja atualizar os VDAs imediatamente ou em um horário agendado.

    • Para atualizar os VDAs imediatamente, selecione Upgrade now e especifique uma duração.

      A duração é a quantidade de tempo, em horas, após a qual o Serviço de Upgrade do VDA interrompe a implementação de upgrades. Para um VDA cuja atualização está em andamento, a atualização continua. Para garantir que todos os VDAs possam ser atualizados, recomendamos selecionar um valor alto (por exemplo, 8 horas).

    • Para agendar os upgrades, selecione Upgrade later e especifique quando você deseja que os upgrades ocorram.

      Você pode agendar os upgrades somente para os próximos sete dias. As atualizações programadas se aplicam somente às máquinas que estão atualmente no catálogo. Se você adicionar máquinas ao catálogo posteriormente, mas quiser atualizá-las também, cancele a atualização agendada e, em seguida, recrie uma programação.

  4. Clique em Done para aplicar suas configurações e sair da janela.

Nota:

  • A opção Upgrade VDAs está disponível somente depois que você habilita a atualização do VDA para o catálogo. Para ativar a atualização do VDA, edite o catálogo.
  • Todas as máquinas no catálogo são colocadas no modo de manutenção enquanto as atualizações são implementadas. As atualizações podem levar até 30 minutos para que sejam iniciadas e serão realizadas somente durante o período de tempo especificado.

No nó Machine Catalogs, a coluna VDA Upgrade fornece informações de atualização de VDA para o catálogo. As seguintes informações podem aparecer:

Dica:

Para exibir a coluna VDA Upgrade, selecione Columns to Display na barra de ações, selecione Machine Catalog > VDA Upgrade e clique em Save.

  • Available: uma nova versão do VDA está disponível.
  • Scheduled: o upgrade do VDA foi agendado.
  • Not configured: aparece quando você não habilitou a atualização do VDA para o catálogo.
  • Up to date: os VDAs do catálogo estão atualizados.
  • Unknown: as informações sobre o upgrade do VDA ainda não estão disponíveis.

Você também pode visualizar o status das atualizações do VDA para um catálogo. Para fazer isso, clique no catálogo e, em seguida, verifique as informações do VDA Upgrade State na guia Details. As seguintes informações podem aparecer:

  • Not scheduled: você ativou a atualização do VDA para o catálogo, mas não configurou uma programação de atualização.
  • Scheduled: você criou um cronograma de atualização para o catálogo. Por exemplo, se você definir a programação para começar em 09:00 PM, December 14, 2030, as informações aparecerão da seguinte forma: Scheduled for December 14, 2030 09:00 PM UTC.
  • In progress: as atualizações do VDA foram iniciadas.
  • Canceled: você cancelou o upgrade agendado.
  • Failed: O catálogo contém uma ou mais máquinas cujas atualizações do VDA não foram bem-sucedidas.
  • Successful: todos os VDAs no catálogo foram atualizados com sucesso.

Você também pode solucionar problemas de atualização do VDA com ações recomendadas para um catálogo. Para fazer isso, clique no catálogo e vá para a guia Troubleshoot.

Para detalhar rapidamente os catálogos que têm um estado específico de atualização do VDA, você pode usar filtros. Para obter mais informações, consulte Usar a pesquisa na interface de gerenciamento Full Configuration.

Esteja ciente das seguintes considerações:

  • O filtro VDA Upgrade ou VDA Upgrade State está disponível para uso somente com os seguintes filtros: Name e Machine Catalog.
  • Quando você usa o filtro VDA Upgrade ou VDA Upgrade State, Errors e Warnings no canto superior direito ficam indisponíveis.

Editar ou cancelar um upgrade de VDA agendado

Depois de programar as atualizações para um catálogo, talvez você queira editar ou cancelar a atualização agendada. Para isso, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs.
  2. Selecione o catálogo e, em seguida, Edit Scheduled VDA Upgrade na barra de ações. A janela Editar atualização do VDA é exibida, mostrando informações sobre a versão instalada do VDA e a versão do VDA para a qual atualizar.
  3. Escolha se deseja editar ou cancelar o upgrade agendado.

    • Para cancelar o upgrade, clique em Cancel scheduled upgrade. Lembre-se: O cancelamento da atualização agendada não força a interrupção da atualização em andamento.
  4. Clique em Done para sair da janela.

Após a criação do catálogo, você pode definir as configurações de atualização do VDA editando o catálogo. Antes de começar a editar, considere o seguinte:

  • Verifique se todas as máquinas no catálogo estão na mesma trilha VDA (CR ou LTSR). Caso contrário, alguns upgrades do VDA não serão realizadas. Por exemplo, se você selecionar Latest LTSR VDA, os upgrades CR VDA não serão realizados.

  • As atualizações em algumas das máquinas do catálogo podem ter começado. Você não pode modificar upgrades que já estão em andamento. Os upgrades em andamento continuam. Aqueles que ainda não iniciaram serão atualizados para a versão especificada.

Fazer upgrade de VDAs por máquina

Depois de habilitar a atualização do VDA para um catálogo, você pode atualizar os VDAs do catálogo um por um ou em lotes. Para isso, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Search.
  2. Selecione uma ou mais máquinas e, em seguida, Upgrade VDA na barra de ações.

    Nota:

    • Para que a opção Upgrade VDA esteja disponível, verifique se você ativou a atualização do VDA para o catálogo em que as máquinas selecionadas residem e que essas máquinas têm o VDA Upgrade Agent instalado. Para habilitar o upgrade do VDA para ele, edite o catálogo.
    • A opção Upgrade VDA não está disponível quando você faz o upgrade de VDAs de mais de 50 máquinas por vez.
    • As máquinas serão colocadas no modo de manutenção enquanto os upgrades forem implementados. Os upgrades podem levar até 30 minutos para serem iniciados.
    • Se sua seleção contiver máquinas para as quais os upgrades do VDA não estão disponíveis ou cujas atualizações estão pendentes (programadas, em andamento ou aguardando atualizações), os upgrades para essas máquinas serão desconsiderados.

No nó Search, você pode adicionar a coluna VDA Upgrade. Para obter informações sobre como adicionar uma coluna personalizada, consulte Customize columns to display. A coluna é útil. Ele fornece informações de upgrade do VDA para a máquina. As seguintes informações podem aparecer:

  • Available: uma nova versão do VDA está disponível.
  • Scheduled: o upgrade do VDA foi agendado.
  • Not configured: aparece quando você não habilitou o upgrade do VDA para a máquina.
  • Up to date: O VDA está atualizado.
  • Unknown: as informações sobre o upgrade do VDA ainda não estão disponíveis.

Você também pode visualizar o status do upgrade do VDA para uma máquina. Para fazer isso, clique na máquina e, em seguida, verifique as informações do VDA Upgrade State na guia Details. As seguintes informações podem aparecer:

  • Unknown: as informações sobre o estado de upgrade do VDA ainda não estão disponíveis.
  • Scheduled: você configurou um cronograma de upgrade. Por exemplo, se você definir a programação para começar em 09:00 PM, December 14, 2030, as informações aparecerão da seguinte forma: Scheduled for December 14, 2030 09:00 PM UTC.
  • Awaiting upgrade: a máquina é colocada no modo de manutenção, aguardando o upgrade. (Os usuários deverão ter saído da sessão para que o upgrade possa continuar.)
  • In progress: o upgrade do VDA foi iniciado.
  • Upgrade failed: as tentativas de fazer o upgrade o VDA foram malsucedidas.
  • Validation failed: as tentativas de validar as configurações de upgrade do VDA foram malsucedidas.
  • Canceled: o upgrade da máquina foi cancelado.
  • Successful: o upgrade do VDA foi feito com sucesso.

Você também pode solucionar problemas de upgrade do VDA com ações recomendadas para uma máquina. Para fazer isso, clique na máquina e vá para a guia Troubleshoot.

Para detalhar rapidamente as máquinas que têm um estado específico de atualização do VDA, você pode usar filtros. Para obter mais informações, consulte Usar a pesquisa na interface de gerenciamento Full Configuration. Esteja ciente das seguintes considerações:

  • O filtro VDA Upgrade ou VDA Upgrade State está disponível para uso somente com os seguintes filtros: Name e Machine Catalog.
  • Quando você usa o filtro VDA Upgrade ou VDA Upgrade State, Errors e Warnings no canto superior direito ficam indisponíveis.

Usar PowerShell para verificar o status do upgrade do VDA e a versão do VDA

Use o comando Get-VusCatalog do PowerShell para verificar o status do upgrade do VDA. Suponhamos que o nome do catálogo seja wuhanTestMC1. Você pode digitar o seguinte no prompt de comando:

  • PS C:\> Get-VusCatalog -Name wuhanTestMC1

Comando do PowerShell para verificar o status do upgrade do VDA

Neste exemplo, UpgradeState é UpgradeAvailable, o que significa que o upgrade do VDA está habilitado para o catálogo. StateId é UpgradeSuccessful, o que significa que o catálogo foi atualizado com êxito para 2112.0.0.32068 (UpgradeVersion).

Use o comando Get-BrokerMachine do PowerShell para obter a versão atual do VDA.

Comando do PowerShell para obter a versão atual do VDA

Use o comando Get-VusAvailableVdaVersion do PowerShell para obter a versão mais recente do VDA.

Comando do PowerShell para obter a versão mais recente do VDA

Alterar a configuração de rede de um esquema de provisionamento existente

Você pode alterar a configuração de rede de um esquema de provisionamento existente para que as novas VMs sejam criadas na nova sub-rede. Use o parâmetro -NetworkMapping no comando Set-ProvScheme para alterar a configuração de rede.

Para alterar a configuração de rede de um esquema de provisionamento existente, faça o seguinte:

  1. Na janela do PowerShell, execute o comando asnp citrix* para carregar os módulos do PowerShell.
  2. Execute (Get-Provscheme -ProvisioningSchemeName "name").NetworkMaps para chegar ao caminho de rede que deseja alterar.
  3. Execute Set-HypAdminConnection para definir o endereço padrão do controlador a ser usado pelos comandos para se comunicar com o controlador.
  4. Atribua uma variável à nova configuração de rede. Por exemplo:

    $NewNetworkMap = @{“0”= “XDHYP:\HostingUnits\MyNetworks\Network 0.network”}
    <!--NeedCopy-->
    
  5. Execute Set-ProvScheme -ProvisioningSchemeName "name" -NetworkMapping $NewNetworkMap.
  6. Execute (Get-Provscheme -ProvisioningSchemeName "name").NetworkMaps para verificar a nova configuração de rede do esquema de provisionamento existente.

Atualizar máquinas provisionadas para o estado atual do esquema de provisionamento

Set-ProvScheme altera o esquema de provisionamento. No entanto, isso não afeta as máquinas existentes. Usando o comando Request-ProvVMUpdate, agora você pode aplicar o esquema de provisionamento atual a uma máquina persistente ou não persistente existente ou a um conjunto de máquinas. Atualmente, a atualização de propriedade suportada por esse recurso é ServiceOffering.

Você pode atualizar:

  • Uma única VM.
  • Uma lista de VMs específicas ou todas as VMs existentes associadas a um ID de esquema de provisionamento.
  • Uma lista de VMs específicas ou todas as VMs existentes associadas a um nome de esquema de provisionamento.

Para atualizar as VMs existentes:

  1. Verifique a configuração das máquinas existentes. Por exemplo,

    ProvScheme | select ProvisioningSchemeName, ProvisioningSchemeVersion
    <!--NeedCopy-->
    
  2. Atualize o esquema de provisionamento. Por exemplo,

    ProvisioningSchemeName “my-catalog” –ServiceOffering “Standard_D16_v3”
    <!--NeedCopy-->
    
  3. Solicite a atualização das máquinas existentes. Por exemplo:

    • Para atualizar todas as máquinas existentes:

       Request-ProvVMUpdate –ProvisioningSchemeName “my-catalog”
       Get-ProvVM | select VMName,
       ProvisioningSchemeUpdateRequested, ProvisioningSchemeVersion
       <!--NeedCopy-->
      
    • Para atualizar uma lista de máquinas específicas:

       Request-ProvVMUpdate -ProvisioningSchemeName "my-catalog" -VMName "vm1","vm2"
       Get-ProvVM | select VMName,
       ProvisioningSchemeVersion
       <!--NeedCopy-->
      
    • Para atualizar máquinas com base na entrada de Get-ProvVM:

       Get-ProvVM -ProvisioningSchemeName "my-catalog" | Request-ProvVMUpdate
       Get-ProvVM | select VMName,
       ProvisioningSchemeVersion
       <!--NeedCopy-->
      
  4. Reinicialize as máquinas. Na próxima inicialização, o ProvisioningSchemeVersion nas máquinas será atualizado para corresponder à versão atual do esquema de provisionamento e o campo ProvisioningSchemeUpdateRequested será limpo.

Identificar recursos criados pelo MCS

A seguir estão as tags que o MCS adiciona aos recursos em cada plataforma. As tags na tabela são representadas como “key”:”value”.

AWS

Nome do recurso Marca
Disco de identificação “Name”: “VMName_IdentityDisk”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Imagem “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
NIC “Description”: “XD Nic”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Disco do sistema operacional “Name”: “VMName_rootDisk”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “Citrix Resource”: “”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true e AwsOperationalResourcesTagging = true] “CitrixOperationalResource”: “”
PrepVM “Name”: “Preparation - CatalogName - xxxxxxxxxx”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “Citrix Resource”: “”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true e AwsOperationalResourcesTagging = true] “CitrixOperationalResource”: “”
Instantâneo publicado “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  Se não for um instantâneo da AMI do Volume Worker, “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Template [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “CitrixResource”: “”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true e AwsOperationalResourcesTagging = true] “CitrixOperationalResource”: “”
VM in catalog “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “CitrixResource”: “”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “aws:ec2launchtemplate:id”: “lt-xxxx”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true] “aws:ec2launchtemplate:version”: “n”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true e AwsOperationalResourcesTagging = true] “CitrixOperationalResource”: “”
Volume worker AMI “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
Volume worker bootstraper “Name”: “XenDesktop Temp”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  [quando AwsCaptureInstanceProperties = true e AwsOperationalResourcesTagging = true] “CitrixVolumeWorkerBootstrapper”: “”
Volume worker instance “Name”: “Citrix.XD.Volumeworker-xxxx-xx-xx-xx-xxxx”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”

Google Cloud Platform

Nome do recurso Marca
Disco de identificação “Citrixresource”: “internal”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Imagem “Citrixresource”: “internal”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Disco do sistema operacional “Citrixresource”: “internal”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
PrepVM “Citrixresource”: “internal”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Instantâneo publicado “Citrixresource”: “internal”
Storage bucket “Citrixresource”: “internal”
Template “Citrixresource”: “internal”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
VM in catalog “Citrixresource”: “internal”
  “CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”. O plug-in também adiciona esse rótulo para VMs provisionadas pelo MCS: “citrix-provisioning-scheme-id”: “provSchemeId”. Você pode usar esse rótulo para filtrar por catálogo no console do GCP.
Disco WBC “Citrixresource”: “internal”
  CitrixProvisioningSchemeId”: “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”

Azure

Nome do recurso Marca
Disco de identificação “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
Imagem “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
NIC “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
Disco do sistema operacional “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
PrepVM “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
Instantâneo publicado “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
Resource group “CitrixResource” : “Internal”
  CitrixSchemaVersion: 2.0
  “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Storage account “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
VM in catalog “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”
Disco WBC “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “CitrixResource” : “Internal”

Citrix Hypervisor

Nome do recurso Marca
Cópia do disco em cada rede ou armazenamento local (somente no local) “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Disco de identificação “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
Disco do sistema operacional “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
PrepVM “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
Disco básico publicado “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
VM in catalog “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”
  “XdConfig”: “XdProvisioned=true”
Disco WBC “CitrixProvisioningSchemeId” : “xxxxxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxxxxxxxxxx”

Antes de começar, verifique se você configurou a implantação do serviço WEM. Para obter mais informações, consulte Primeiros passos com o serviço Workspace Environment Management.

Vincular um catálogo a um conjunto de configurações

Importante:

Se o Citrix DaaS e as instâncias do serviço WEM não residirem na mesma região, você não poderá vincular um catálogo a um conjunto de configurações. Nesse caso, migre seu serviço WEM para a mesma região que o Citrix DaaS.

Para vincular um catálogo a um conjunto de configurações, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs.

  2. Selecione o catálogo de máquinas e, em seguida, Manage configuration set na barra de ações. É exibida a janela Manage configuration set.

  3. Selecione um conjunto de configurações do WEM ao qual você deseja vincular o catálogo.

    Nota:

    Se o conjunto de configurações selecionado não contiver configurações relacionadas à configuração básica do WEM, a opção Apply basic settings to configuration set será exibida. Recomendamos que você selecione a opção para aplicar as configurações básicas ao conjunto de configurações.

  4. Clique em Save para salvar sua alteração.

Mudar para um conjunto de configurações diferente

Para alternar para um conjunto de configurações diferente para um catálogo, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs.
  2. Selecione o catálogo de máquinas e, em seguida, Manage configuration set na barra de ações. É exibida a janela Manage configuration set.
  3. Selecione um conjunto de configurações do WEM diferente ao qual você deseja vincular o catálogo.
  4. Clique em Save para salvar sua alteração.

Desvincular um catálogo do conjunto de configurações

Para desvincular um catálogo do conjunto de configurações, siga estas etapas:

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Machine Catalogs.
  2. Selecione o catálogo de máquinas e, em seguida, Manage configuration set na barra de ações. É exibida a janela Manage configuration set.
  3. Clique no ícone X no lado direito do conjunto de configurações selecionado.
  4. Clique em Save para salvar sua alteração.

Adicionando descrições a uma imagem

Você pode adicionar descrições informativas sobre alterações relacionadas a atualizações de imagens para catálogos de máquinas. Use esse recurso para adicionar uma descrição ao criar um catálogo ou ao atualizar uma imagem mestre existente para um catálogo. Você também pode exibir informações para cada imagem mestre no catálogo. Essa funcionalidade é útil para administradores que desejam adicionar rótulos descritivos ao atualizar uma imagem mestre usada por um catálogo, por exemplo, o Office 365 instalado. Use os seguintes comandos para adicionar ou exibir descrições de imagens:

  • NewProvScheme. Um novo parâmetro, masterImageNote permite adicionar uma nota a uma imagem. Por exemplo:
C:\PS>New-ProvScheme -ProvisioningSchemeName XenPS -HostingUnitName XenHu -IdentityPoolName idPool1 -MasterImageVM XDHyp:\HostingUnits\XenHU\Base.vm\Base.snapshot -MasterImageNote "Office365 installed"
<!--NeedCopy-->
  • Publish-ProvMasterVMImage. Use esse parâmetro para publicar a nota. Por exemplo:
C:\PS>Publish-ProvMasterVMImage -ProvisioningSchemeName MyScheme -MasterImageVM XDHyp:\HostingUnits\HostUnit1\RhoneCC_baseXP.vm\base.snapshot -MasterImageNote "Visual Studio 2019 installed"
<!--NeedCopy-->
  • Get-ProvSchemeMasterVMImageHistory. Exibir informações para cada imagem. Por exemplo:
C:\PS>Get-ProvSchemeMasterVMImageHistory -ProvisioningSchemeName MyScheme -Showall

VMImageHistoryUid : 3cba3a75-89cd-4868-989b-27feb378fec5

ProvisioningSchemeUid : 7585f0de-192e-4847-a6d8-22713c3a2f42

ProvisioningSchemeName : MyScheme

MasterImageVM : /Base.vm/base.snapshot

Date : 17/05/2021 09:27:50

MasterImageNote : Office365 installed
<!--NeedCopy-->

Solução de problemas

  • Para máquinas com status Power State Unknown, consulte CTX131267 para obter orientação.

  • Se um Cloud Connector não estiver funcionando corretamente, as operações de provisionamento do MCS (como atualizações de catálogo) demoram muito mais do que o normal e o desempenho do console de gerenciamento diminui significativamente.