Citrix DaaS

Zonas

Introdução

As implantações do Citrix DaaS (anteriormente Citrix Virtual Apps and Desktops) que abrangem locais amplamente dispersos conectados por uma WAN podem ter problemas com a latência e a confiabilidade da rede. O uso de zonas pode ajudar os usuários em regiões remotas a se conectarem aos recursos sem necessariamente forçar que as conexões atravessem grandes segmentos da WAN. No ambiente Citrix DaaS, cada local de recurso é considerado uma zona.

As zonas podem ser úteis em implantações de todos os tamanhos. Você pode usar zonas para manter aplicativos e áreas de trabalho mais próximos dos usuários, o que melhora o desempenho. Zonas podem ser usadas para recuperação de desastres, data centers geograficamente distantes, filiais, uma nuvem ou uma zona de disponibilidade em uma nuvem.

Ao longo deste artigo, o termo local refere-se à zona sobre a qual estamos falando. Por exemplo, “Um VDA se registra em um Cloud Connector local” significa que o VDA se registra em um Cloud Connector na zona onde o VDA está localizado.

Diferenças das zonas em ambientes do Citrix Virtual Apps and Desktops no local

As zonas em um ambiente Citrix DaaS são semelhantes, mas não idênticas às zonas em uma implantação local do Citrix Virtual Apps and Desktops.

  • No Citrix DaaS, as zonas são criadas automaticamente quando você cria um local de recurso e adiciona um Cloud Connector a ele. Ao contrário de uma implantação local, um ambiente do Citrix DaaS não classifica as zonas como primárias ou satélites.
  • No XenApp versão 6.5 e anteriores, as zonas incluíam coletores de dados. O Citrix DaaS não usa coletores de dados para zonas. Além disso, as zonas preferencial e de failover funcionam de forma diferente.

O que há em uma zona

Uma zona é equivalente a um local de recursos. Quando você cria um local de recurso e instala um Cloud Connector, uma zona é criada automaticamente para você. Cada zona pode ter um conjunto diferente de recursos, com base em suas necessidades e ambiente únicos.

Imagem de zonas

Cada zona deve sempre ter pelo menos um Cloud Connector, mas, de preferência, dois ou mais, para redundância.

Você pode colocar catálogos de máquinas, hipervisores, conexões de host, usuários e aplicativos em uma zona. Uma zona também pode conter servidores Citrix Gateway e StoreFront. Para usar o recurso Cache de host local, uma zona deve ter um servidor StoreFront.

As zonas suportam o espaço de trabalho e o serviço Citrix Gateway.

Colocar itens em uma zona afeta a forma como o Citrix DaaS interage com eles e com outros objetos relacionados a eles.

  • Quando uma conexão de hipervisor é colocada em uma zona, pressupõe-se que todos os hipervisores gerenciados por essa conexão também residam nessa zona.
  • Quando um catálogo de máquina é colocado em uma zona, pressupõe-se que todos os VDAs no catálogo estejam na zona.
  • As instâncias do Citrix Gateway podem ser adicionadas às zonas. Quando você cria um local de recurso, lhe é oferecida a opção de adicionar um Citrix Gateway. Quando um Citrix Gateway está associado a uma zona, é preferível que ele seja usado quando são usadas conexões a máquinas VDA nessa zona.
  • O ideal é que o Citrix Gateway em uma zona seja usado para conexões de usuários que entram nessa zona a partir de outras zonas ou localizações externas. Você também pode usá-lo para conexões dentro da zona.
  • Depois de criar mais locais de recursos e instalar o Cloud Connectors neles (o que cria automaticamente mais zonas), você pode mover recursos entre zonas. Essa flexibilidade vem acompanhada do risco de separar itens que funcionam melhor quando próximos. Por exemplo, mover um catálogo para uma zona diferente da conexão (host) que cria as máquinas no catálogo pode afetar o desempenho. Portanto, considere os possíveis efeitos indesejados antes de mover os itens entre as zonas. Mantenha um catálogo e a conexão de host que ele usa na mesma zona.

Se a conexão entre uma zona e o Citrix Cloud falhar, o recurso de Cache de host local permitirá que um Cloud Connector na zona continue intermediando conexões com VDAs naquela zona. (A zona deve ter o StoreFront instalado.) Por exemplo, isso é eficaz em um escritório em que os funcionários usam o site local do StoreFront para acessar seus recursos locais, mesmo que o link WAN que conecta o escritório à rede corporativa falhe. Para obter mais informações, consulte Cache de host local.

Onde os VDAs são registrados

Os VDAs devem ter, no mínimo, a versão 7.7 para usar esses recursos de registro de zona:

  • Um VDA em uma zona é registrado em um Cloud Connector local.
    • Enquanto o Cloud Connector puder se comunicar com o Citrix Cloud, as operações normais continuarão.
    • Se o Cloud Connector estiver operacional, mas não puder se comunicar com o Citrix Cloud (e essa zona tiver um StoreFront local), ele entrará no modo de interrupção do Cache de host local.
    • Se um Cloud Connector falhar, os VDAs nessa zona tentarão se registrar em outros Cloud Connectors locais. Um VDA em uma zona nunca tenta se registrar em um Cloud Connector em outra zona.
  • Se você adicionar ou remover um Cloud Connector em uma zona (usando o console de gerenciamento do Citrix Cloud) e a atualização automática estiver ativada, os VDAs nessa zona receberão listas atualizadas dos Cloud Connectors locais disponíveis, para que eles saibam com quem podem se registrar e de quem aceitar conexões.
  • Se você mover um catálogo de máquina para outra zona (usando a interface de gerenciamento Full Configuration), os VDAs nesse catálogo serão registrados novamente nos Cloud Connectors na zona para a qual o catálogo foi movido. Ao mover um catálogo, certifique-se de mover também as conexões de host associadas para a mesma zona.
  • Durante uma interrupção (quando os Cloud Connectors em uma zona não podem se comunicar com o Citrix Cloud), somente os recursos associados às máquinas registradas nessa zona ficam disponíveis.

Preferência de zona

Em um site de várias zonas, o recurso de preferência de zona oferece ao administrador mais flexibilidade para controlar qual VDA é usado para iniciar um aplicativo ou área de trabalho.

Como funciona a preferência de zona

Existem três formas de preferência de zona. Você pode preferir usar um VDA em uma determinada zona com base em:

  • Onde os dados do aplicativo são armazenados. Essa é a origem do aplicativo.
  • A localização dos dados de origem do usuário, como um perfil ou compartilhamento. Essa é a origem do usuário.
  • O local atual do usuário (onde o aplicativo Citrix Workspace está sendo executado). Essa é a localização do usuário. A localização do usuário requer, no mínimo, o StoreFront 3.7 e o Citrix Gateway (anteriormente NetScaler Gateway) 11.0-65.x.

O gráfico a seguir mostra um exemplo de configuração de várias zonas.

Imagem de configuração de várias zonas

Neste exemplo, os VDAs estão distribuídos entre três zonas, mas estão todos no mesmo grupo de entrega. Portanto, o agente do Citrix DaaS pode ter a opção de qual VDA usar para uma solicitação de inicialização do usuário. Este exemplo ilustra que os usuários podem estar executando seus pontos de extremidade do aplicativo Citrix Workspace em locais diferentes. O usuário A está usando um dispositivo com o aplicativo Citrix Workspace na zona 1. O usuário B está usando um dispositivo na zona 2. Da mesma forma, os documentos de um usuário podem ser armazenados em locais diferentes. Os usuários A e B usam um compartilhamento localizado na zona 1. O usuário C usa um compartilhamento na zona 3. Além disso, um dos aplicativos publicados usa um banco de dados localizado na zona 1.

Você associa um usuário ou aplicativo a uma zona configurando uma zona de origem para o usuário ou aplicativo. O agente usa essas associações para ajudar a selecionar a zona onde uma sessão será iniciada, se os recursos estiverem disponíveis. Você:

  • Configura a zona de origem de um usuário adicionando um usuário a uma zona.
  • Configura a zona de origem de um aplicativo editando as propriedades do aplicativo.

Um usuário ou um aplicativo pode ter apenas uma zona de origem por vez. (Pode ocorrer uma exceção a usuários quando várias associações de zona ocorrem devido à associação a grupos de usuários. No entanto, mesmo nesse caso, o agente usa apenas uma zona de origem.)

Embora as preferências de zona para usuários e aplicativos possam ser configuradas, o agente seleciona apenas uma zona preferencial para uma inicialização. A ordem de prioridade padrão para selecionar a zona preferencial é: origem do aplicativo > origem do usuário > localização do usuário. Quando um usuário inicia um aplicativo:

  • Se o aplicativo tiver uma associação de zona configurada (uma origem de aplicativo), a zona preferencial é a zona de origem do aplicativo.
  • Se o aplicativo não tiver uma associação de zona configurada, mas o usuário tiver (uma origem de usuário), a zona preferencial é a zona de origem desse usuário.
  • Se nem o aplicativo nem o usuário tiverem uma associação de zona configurada, a zona preferencial será a zona em que o usuário está executando uma instância do aplicativo Citrix Workspace (a localização do usuário). Se essa zona não estiver definida, será usada uma seleção aleatória de VDA e zona. O balanceamento de carga é aplicado a todos os VDAs na zona preferencial. Se não houver uma zona preferencial, o balanceamento de carga será aplicado a todos os VDAs no grupo de entrega.

Adaptar as preferências de zona

Quando você configura (ou remove) uma zona de origem para um usuário ou um aplicativo, você também pode restringir como a preferência de zona é (ou não é) usada.

  • Uso obrigatório da zona de origem do usuário: em um grupo de entrega, você pode especificar “Launch the session in the user’s home zone (if the user has a home zone), with no failover to a different zone if resources are not available in the home zone”. Essa restrição é útil para evitar o risco de copiar grandes perfis ou arquivos de dados entre zonas. Em outras palavras, você prefere negar um início de sessão a iniciar a sessão em uma zona diferente.
  • Uso obrigatório da zona de origem do aplicativo: da mesma forma, quando você configura uma zona de origem para um aplicativo, você pode especificar: “launch the application only in that zone, with no failover to a different zone if resources are not available in the application’s home zone”.
  • Sem zona de origem do aplicativo, e ignora a zona de origem do usuário configurada: se você não especificar uma zona de origem para um aplicativo, também pode especificar “do not consider any configured user zones when launching that application”. Por exemplo, use a preferência de zona de localização do usuário se quiser que os usuários executem um aplicativo específico em um VDA próximo à máquina, mesmo que alguns usuários tenham uma zona de origem diferente.

Como as zonas preferenciais afetam o uso da sessão

Quando um usuário inicia um aplicativo ou área de trabalho, o agente prefere usar a zona preferencial em vez de usar uma sessão existente.

Se o usuário iniciando um aplicativo ou área de trabalho já tem uma sessão adequada para o recurso que está sendo iniciado (por exemplo, que pode usar compartilhamento de sessão para um aplicativo, ou uma sessão que já está executando o recurso sendo iniciado), mas essa sessão está em um VDA em uma zona diferente da zona preferencial do usuário/aplicativo, o sistema pode criar uma nova sessão. Essa ação permite o início na zona correta (se tiver capacidade disponível), antes de se reconectar a uma sessão em uma zona menos preferida para os requisitos de sessão desse usuário.

Para evitar uma sessão órfã que não possa mais ser acessada, a reconexão é permitida às sessões desconectadas existentes, mesmo que estejam em uma zona não preferencial.

A ordem preferencial para o início das sessões é:

  1. Reconectar-se a uma sessão existente na zona preferencial.
  2. Reconectar-se a uma sessão desconectada existente em uma zona não preferencial.
  3. Iniciar uma nova sessão na zona preferencial.
  4. Reconectar-se a uma sessão existente conectada em uma zona não preferencial.
  5. Iniciar uma nova sessão em uma zona não preferencial.

Outras considerações de preferência de zona

  • Se você configurar uma zona de origem para um grupo de usuários (como um grupo de segurança), os usuários desse grupo (por meio de associação direta ou indireta) serão associados à zona especificada. No entanto, um usuário pode ser um membro de vários grupos de segurança e, portanto, pode ter uma zona de origem diferente configurada por meio de outra associação de grupo. Nesses casos, a determinação da zona de origem desse usuário pode ser ambígua.

    Se um usuário tem uma zona de origem configurada que não foi adquirida através da associação de grupo, essa zona é usada para a preferência de zona. Todas as associações de zona adquiridas por meio da associação de grupo são ignoradas.

    Se o usuário tem várias associações de zonas diferentes adquiridas exclusivamente por meio da associação ao grupo, o agente escolhe entre as zonas aleatoriamente. Depois que o agente faz essa escolha, a zona é usada para inícios de sessão subsequentes, até que a associação do grupo do usuário mude.

  • A preferência da zona de localização do usuário exige a detecção do aplicativo Citrix Workspace no dispositivo de ponto de extremidade pelo Citrix Gateway através do qual o dispositivo está se conectando. O Citrix deve ser configurado para associar intervalos de endereços IP a zonas específicas. A identidade da zona detectada deve ser passada para o Citrix DaaS através do StoreFront.

Embora tenha sido escrito para uso local de zonas, a postagem do blog Zone Preference Internals contém detalhes técnicos relevantes.

Permissões para gerenciar zonas

Um administrador completo pode executar todas as tarefas de gerenciamento de zona suportadas. Mover itens entre zonas não requer permissões relacionadas à zona (exceto a permissão de leitura de zona). No entanto, você deve ter permissão de edição para os itens que está movendo. Por exemplo, para mover um catálogo de máquinas de uma zona para outra, você deve ter permissão de edição para esse catálogo.

Se você usar o Citrix Provisioning: o console Citrix Provisioning atual não reconhece as zonas, portanto, a Citrix recomenda usar a interface Manage > Full Configuration para criar os catálogos de máquinas que você deseja colocar em zonas específicas. Depois de criar o catálogo, você pode usar o console Citrix Provisioning para provisionar máquinas no catálogo.

Criação de zona

Quando você cria um local de recursos no Citrix Cloud e adiciona um Cloud Connector a esse local de recursos, o Citrix DaaS cria e nomeia automaticamente uma zona. Opcionalmente, você pode adicionar uma descrição mais tarde.

Depois de criar mais de um local de recursos (e as zonas serem criadas automaticamente), você pode mover os recursos de uma zona para outra.

Os locais de recursos e as zonas são sincronizados periodicamente, normalmente a cada cinco minutos, aproximadamente. Portanto, se você alterar o nome de um local de recursos no Citrix Cloud, essa alteração é propagada para a zona associada em cinco minutos.

Adicionar ou alterar a descrição de uma zona

Embora não seja possível alterar o nome de uma zona, você pode adicionar ou alterar a sua descrição.

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Zones no painel esquerdo.
  2. Selecione uma zona no painel central e, em seguida, selecione Edit Zone na barra de ações.
  3. Adicione ou altere a descrição da zona.
  4. Selecione OK ou Apply.

Mover recursos de uma zona para outra zona

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Zones no painel esquerdo.
  2. Selecione uma zona no painel central e, em seguida, selecione um ou mais itens.
  3. Arraste os itens para a zona de destino ou selecione Move Items na barra de ações e especifique para qual zona movê-los. (Embora você possa selecionar Cloud Connectors, não é possível movê-los para uma zona diferente.)

Uma mensagem de confirmação lista os itens selecionados e pergunta se você tem certeza de que deseja mover todos eles.

Lembre-se: quando um catálogo de máquinas usa uma conexão de host a um hipervisor ou serviço de nuvem, confirme que o catálogo e a conexão estão na mesma zona. Caso contrário, o desempenho pode ser afetado. Se você mover um, mova o outro também.

Exclusão de zona

Você não pode excluir uma zona. No entanto, você pode excluir um local de recursos (depois de remover os seus Cloud Connectors). A exclusão do local do recursos exclui automaticamente a zona.

  • Se a zona não contiver nenhum item (como catálogos, conexões, aplicativos ou usuários), a zona será excluída durante a próxima sincronização entre zonas e locais de recursos. A sincronização ocorre a cada cinco minutos.
  • Se a zona contiver itens, ela será excluída automaticamente depois que todos os itens forem removidos.

Adicionar uma zona de origem para um usuário

Configurar a zona de origem de um usuário é o mesmo que adicionar um usuário a uma zona.

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Zones no painel esquerdo.
  2. Selecione uma zona no painel central e, em seguida, selecione Add Users to Zone na barra de ações.
  3. Na caixa de diálogo Add Users to Zone, selecione Add e selecione os usuários e grupos de usuários a serem adicionados à zona. Se você especificar usuários que já têm uma zona de origem, uma mensagem oferece duas opções: Yes = adicionar apenas os usuários que você especificou que não têm uma zona de origem; No = retornar à caixa de diálogo de seleção do usuário.
  4. Selecione OK.

Para usuários com uma zona de origem configurada, você pode exigir que as sessões sejam iniciadas somente a partir de sua zona de origem:

  1. Crie ou edite um grupo de entrega.
  2. Na página Users, marque a caixa de seleção Sessions must launch in a user’s home zone, if configured.

Todas as sessões iniciadas por um usuário nesse grupo de entrega devem ser iniciadas a partir de máquinas na zona de origem desse usuário. Se um usuário no grupo de entrega não tiver uma zona de origem configurada, esse parâmetro não terá efeito.

Remover uma zona de origem de um usuário

Este procedimento é o mesmo que remover um usuário de uma zona.

  1. Em Manage > Full Configuration, selecione Zones no painel esquerdo.
  2. Selecione uma zona no painel central e, em seguida, selecione Remove Users from Zone na barra de ações.
  3. Na caixa de diálogo Add Users to Zone, selecione Remove e selecione os usuários e grupos a serem removidos da zona. Essa ação remove os usuários somente da zona. Esses usuários permanecem nos grupos de entrega aos quais pertencem.
  4. Confirme a remoção quando solicitado.

Gerenciar zonas de origem para aplicativos

Configurar a zona de origem de um aplicativo é o mesmo que adicionar um aplicativo a uma zona. Por padrão, em um ambiente de várias zonas, um aplicativo não tem uma zona de origem.

A zona de origem de um aplicativo é especificada nas propriedades do aplicativo. Você pode configurar as propriedades do aplicativo ao adicionar o aplicativo a um grupo ou posteriormente.

  • Ao criar um grupo de entrega ou adicionar aplicativos a grupos existentes, selecione Properties na página Applications do assistente.
  • Para alterar as propriedades de um aplicativo depois que o aplicativo for adicionado, selecione Zones no painel esquerdo. Selecione um aplicativo e, em seguida, selecione Properties na barra de ações.

Na página Zones das propriedades/configurações do aplicativo:

  • Se quiser que o aplicativo tenha uma zona de origem:
    • Selecione o botão de opção Use the selected zone to decide e selecione a zona.
    • Se quiser que o aplicativo seja iniciado apenas a partir da zona selecionada (e não de outras zonas), marque a caixa de seleção na área de seleção de zona.
  • Se não quiser que o aplicativo tenha uma zona de origem:
    • Selecione o botão de opção Do not configure a home zone.
    • Se você não quiser que o agente considere nenhuma zona de usuário configurada ao iniciar o aplicativo, marque a caixa de seleção sob o botão de opção. Nesse caso, não serão usadas zonas de origem do aplicativo nem do usuário para determinar onde iniciar o aplicativo.

Outras ações que incluem a especificação de zonas

Se você tiver mais de uma zona, poderá especificar uma zona ao adicionar uma conexão de host ou criar um catálogo. As zonas são listadas em ordem alfabética nas listas de seleção. Por padrão, o primeiro nome é selecionado alfabeticamente.